Risoto de alho poro passo a passo

Gente eu me rendi vocês pediram tanto mas tanto mas tanto mas tanto que hoje eu vou fazer uma receita de risoto no canal. Mas como o objetivo desse canal é sempre dá aquele passinho a mais eu vou te mostrar quais são as coisas mais importantes para você prestar atenção na hora de fazer um bom risoto e quais os pulos do gato para deixar ele ainda melhor a primeira coisa é a escolha do arroz prefira o arroz arbóreo ou carnaroli, mas o mais comum mais tradicional é o arbóreo se você quiser fazer com o normal pode fazer mas a vantagem desse arroz é que ele têm bastante amido e é justamente o amido que dá uma liga no risoto e deixa aquele prato aveludado cremoso e incrível que eu acho que a maior parte das pessoas gosta esse é o primeiro ponto importante pra você fazer um bom risoto escolher o arroz certo o segundo ponto importante é fazer um bom caldo.

Aqui eu estou usando um caldo feito a partir de restos de legumes que tinham na geladeira eu já falei muito sobre o uso de caldo aqui no canal eu tenho um curso online.

Elisa ensina onde o ensino exatamente como fazer cada tipo de caldo mas para resumir a história você pode pegar todos os legumes que estão sobrando na sua geladeira cortar eles grosseiramente colocar numa água fria não salgada levar a fervura e depois deixar cozinhar por uma hora no fogo baixo aí você já tem um caldo esquece o caldo industrializado e você pode fazer caldo com tudo e qualquer coisa pode usar com restos de carne resto de cogumelo enfim o céu é o limite ok.

Terceiro ponto importante para fazer um bom risoto vinho não precisa comprar um vinho muito caro você só precisa que ele seja seco não compra vinho suave ou vinho doce pro preparo do risoto depois vinho tinto ou vinho branco, bom eu prefiro vinho branco porque o objetivo do vinho no risoto é trazer uma acidez e quando você deglaçar a panela a acidez do vinho junto com álcool vão começar a fazer liberar o amido do arroz que é justamente aquilo que vai deixar ele com aquela liga maravilhosa, então um bom arroz um bom caldo e o vinho seco beleza vamos começar então o preparo, muita gente não refoga alho cebola nada pra fazer o risoto já começa direto com arroz eu sempre gosto de fazer uma refoga de cebola que eu acho que é muito bem vindo então enquanto a minha panela esquenta eu já coloquei o azeite aqui e eu vou mostrar como a gente faz um risoto de alho poró.

Então aqui eu vou cortar meu alho poro no meio Longitudinal assim e aí fica muito mais fácil a gente limpar essa sujeira que fica aqui dentro do alho poró porque a gente corta no meio as folhas ainda ficam conectadas e aí é só deixar a água corrente passar aqui que é muito mais fácil do que você tirar folha por folha meu alho poro está limpinho eu vou separar as folhas que eu vou usar para fazer justamente esse caldo então a minha dica é guardar na geladeira ou no congelador e depois que você tiver bastante resto de legume já lança esse caldo porque essas folhas elas são mais fibrosas então é difícil você cozinhar e deixar ela tenra mais como ela tem bastante sabor funciona muito bem pro caldo então vou deixar aqui.

Aí eu tiro só essa bundinha aqui ó que é a parte onde segura a raiz do alho poró em seguida a gente vai fatiar esse alho poro Faca sofrida vou trocar de faca aqui e fatiar bem fininho a gente vai sentindo com a própria faca onde chega na parte mais fibrosa e aí você reserva então agora eu vou reservar o nosso alho poro aqui e vou cortar a outra metade também e agora a gente vai começar a refogar a nossa guarnição aqui para efetivamente começar o risoto e pra isso eu quero te falar a gente vai fazer o alho poró em três texturas então primeiro a gente vai refogar parte dele junto com a cebola o resto a gente vai colocar no final para deixar ele mais al dente e por fim um alho poro crocante mas a gente vai chegar lá vamos lá primeiro cebola pra dentro Um pouquinho do alho poró.

Então aqui a gente vai suar levemente aqui eu vou até colocar um pouco mais de azeite a gente vai dar uma leve suada em seguida vamos entrar com o arroz e aí entra o grande truque do arroz pra você conseguir o arroz na textura ideal é importante você dá uma leve tostadinha nesse arroz antes de deglaçar com vinho e entrar com o caldo porque é isso que vai fazer com que o arroz fique bem cerzidinho em francês eles têm um nome pra isso chama nacrer eu não sei se em português tem mas eu vou mostrar pra vocês que é o fato de dar essa leve tostadinha e deixar as extremidades do grão de arroz levemente transparentes e aí sim está pronto para começar a adicionar o caldo.

Agora vamos entrar com arroz e vamos justamente dar uma leve tostadinha com azeite aqui a guarnição para deixar esse grão levemente translúcido eu vou mostrar pra vocês que o ideal do risoto é que ele fique al dente então tudo que tem que se preocupar é a questão do cozimento do arroz que ele esteja cozido mas não totalmente cozido tá vou mostrar pra vocês o que estou falando de dar esse nacrer no arroz Beleza deu essa leve tostadica aqui no arroz chegou a hora de entrar com vinho e aí o importante do vinho é a gente deglaçar ou seja deglaçar ou deglacear aliás eu tenho seguidores são super experts no português então se você me assiste já me conta é deglançar ou deglacear vou ficar super contente em saber e agora vinho e a idéia é ouvir isso.

Agora a gente tem que fazer esse cheiro de álcool ir embora a hora que a gente coloque o vinho já sente direto um cheiro assim de álcool de cachaça mesmo e a idéia é que esse cheiro vá embora que é quando você sabe que você ja trouxe toda acidez do vinho mas não vai ficar com aquele gosto alcoólico tá então não tem erro chega aqui com o narizinho passou o cheiro de alcool está pronto e aí a gente vai colocar o caldo então é o segredo mais importante do risoto que é o seguinte eu tenho minha peirinha aqui em mãos então vou pegar minha concha e colocando o caldo bem aos poucos.

Então a gente coloca coisa de duas conchas por vez tá, não muito mais que isso porque o ideal do risoto é a gente sempre vigiar ele e ir mexendo devagarzinho não precisa ficar super mexendo mas com o fogo médio para baixo você vai adicionando esse caldo aos poucos e é isso que vai garantir o cozimento uniforme untuoso aveludado com a liga perfeita desse risoto então a gente vai mexendo gentilmente aqui. Até todo o caldo ser absorvido pelo arroz e aí então a gente coloca a próxima concha.

Não adianta colocar um monte de caldo e ir tomar banho o risoto cozinha entre 15 e 22 25 minutos no máximo e o segredo é justamente esse não descuidar você quer fazer uma receita que não precisa ficar vigiando não faça risoto repressora tá então enquanto nosso arroz vai aqui absorvendo o nosso caldo eu vou eu vou separar um pouquinho aqui do alho poró. Para fazer o seguinte esse daqui eu vou adicionar no final do cozimento para ter um alho poro mais al dente dentro do meu risoto já que esse aqui da refoga vai ficar mais mole e esse daqui eu vou fritar na imersão pra colocar um crocante por cima e fazer aquela figulina que eu adoro.

Então olha só o nosso arroz já absorveu todo o caldo eu posso vim com mais caldo. Agora eu quero falar para vocês sobre a questão da guarnição então que eu estou separando aqui no caso de guarnições que sejam muito delicadas como cogumelo alho poro abobrinha e outros delicados é preferível você colocar essa guarnição no final do risoto ou seja, no caso do cogumelo eu recomendaria saltear separado e adicionar no fim do preparo é claro que você sempre pode colocar um pouco dessa guarnição já no começo do risoto como eu fiz aqui com alho poró, que é para garantir mais daquele sabor do ingrediente.

Mas, se você quer a guarnição do risoto que aqui no caso é o alho poro mas estou falando por exemplo do cogumelo que ela seja na textura mais agradável é ideal você saltear separado no caso de bacon ou outras carnes a gente pode começar fazendo um fundo na panela e aí então entrar com o arroz e cozinhar esse risoto dentro da panela já com a carne não só para as carnes na verdade isso também vale por exemplo para abóbora que é um legume que demora mais tempo para cozinhar então já coloca ali desde o começo e o próprio caldo já vai cozinhando essa abóbora .

Inclusive, falando em abóbora e outros legumes como espinafre beterraba é legal também você ter um pouco do purê desse legume pra colocar algumas conchas aqui no preparo e isso vai dar uma liga mais interessante e vai deixar o seu risoto com aspecto mais vivo em cor que é muito legal a lembrei de um exemplo muito bom que foi o risoto que vocês mais pediram um risoto de camarão.

Deixe um comentário